sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Por fraude, MPF aciona ex-presidente do Banco do Nordeste


O Ministério Público Federal acionou Roberto Smith, ex-presidente do Banco do Nordeste do Brasil, e mais 10 dirigentes por gestão fraudulenta. De acordo com a denúncia, as irregularidades na administração dos recursos do BNB propiciaram um rombo de R$ 1.274.095.377,97.

O MPF afirma que o desfalque teria acontecido após os ex-dirigentes autorizarem 52 mil empréstimos, incluindo repasses milionários a empresários.

Segundo a denúncia, depois da realização dos empréstimos, os gestores ignoravam os procedimentos de cobrança, encobrindo a real situação patrimonial do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste, FNE.

A lei nº 7492, de 16 de junho de 1986, em seu artigo 4º, diz que "gerir fraudulentamente instituição financeira" tem como pena reclusão, de 3 a 12 anos, e multa.

Nenhum comentário:

Comente!

Tecnologia do Blogger · Desenvolvido por Seo Blogger Templates